domingo, 1 de março de 2015

Hat-Tricks...

Temporada de 1978...

GP da Espanha - circuito de Jarama...

Mario Andretti (#5) e Ronnie Peterson (#6) em seus Lotus 79 no circuito espanhol...

A prova teve 75 voltas e Mario Andretti emplacou um 'hat-tricks': foi o pole position, cravou a volta mais rápida com o tempo de 01:20.060 e sagrou-se vencedor...

E ainda liderou 70 voltas...

Ronnie Peterson, e Jacques Laffite (Ligier) completaram o pódio...

--> 9ª vitória de Mario Andretti; 67ª vitória da equipe Lotus e 113ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

Pitlane...

Temporada de 1967...

GP da Itália - circuito de Monza...

Saindo do pitlane do circuito italiano vemos um Ferrari 312, um BRM P83 e um Honda RA300... 

O vencedor da prova está num desses carros...

Conseguem identifacá-lo???

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

126CK...

Temporada de 1981...

GP do Oeste dos EUA - circuito de Long Beach...

Gilles Villeneuve - Scuderia Ferrari - Ferrari 126CK - motor Ferrari 021 V6 t 1.5 - pneus Michelin...

Largando da 5ª posição do grid, Villeneuve não teve o que comemorar no GP norte-americano. Abandonou a disputa no giro #17 após a quebra do semieixo de seu Ferrari...

A vitória foi de Alan Jones com Carlos Reutemann em 2º fazendo a dobradinha da equipe Williams. Nelson Piquet (Brabham) completou o pódio...

Riccardo Patrese (Arrows) foi o pole position e a volta mais rápida da corrida foi anotada por Alan Jones que marcou o tempo de 01:20.901...

O(s) brasileiro(s) na prova: além de Piquet - 3º colocado, Chico Serra (Fittipaldi) terminou na 7ª colocação após ter largado da 18ª posição do grid...

--> 11ª vitória de Alan Jones; 1ª pole position de Riccardo Patrese; 12ª vitória da equipe Williams; 1ª e única pole position da equipe Arrows e 137ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

Eau Rouge...

Temporada de 1958...

GP da Bélgica - circuito de Spa-Francorchamps...

#4 - Tony Brooks - Vandervell Products Ltd - Vanwall VW 5 - motor Vanwall 254 L4 2.5 - pneus Dunlop...

Brooks, 5º colocado na grelha de partida, liderou 22 das 24 voltas do GP belga, sagrando-se vencedor com mais de 20s de vantagem para Mike Hawthorn (Ferrari), o 2º colocado.Stuart Lewis-Evans (Vanwall) completou o pódio...

O Pole Position foi Mike Hawthorn que também anotou a volta mais rápida da corrida com o tempo de 03:58.300...

--> 2ª vitória de Tony Brooks; 1ª pole position de Mike Hawthorn; 1º pódio de Stuart Lewis- Evans e 5ª vitória da equipe / motor Vanwall na F-1...

Arte...

Amigos, ( ATUALIZADO )

A F1 retratada em telas...

O belo trabalho é de autoria dos irmãos Juan Méndez e Jose Méndez...

Vale a pena conferir clicando aqui >> Arte Motor...






quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Paddock...

Temporada de 1972...

GP da França - circuito de Clermont-Ferrand (Charade)...

Uma visão do paddock do circuito francês no início da década de 1970...

A prova teve 38 voltas e o vitorioso foi Jackie Stewart (Tyrrell). Emerson Fittipaldi (Lotus) e Chris Amon (Matra) completaram o pódio...

Chris Amon foi o pole position e ainda registrou a volta mais rápida da corrida com o tempo de 02:53.900...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Acque Minerali...

Temporada de 1981...

GP de San Marino - circuito de Ímola...

#7 - John Watson - Marlboro McLaren International - McLaren MP4/1 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Michelin...

Watson contornando a "acque minerali" durante a disputa do GP de San Marino. Partindo da 7ª posição do grid, o inglês terminou a prova na 10ª colocação a 2 voltas de Nelson Piquet (Brabham) o vencedor...

Riccardo Patrese (Arrows) e Carlos Reutemann (Williams) completaram o pódio...

O Pole Position foi Gilles Villeneuve (Ferrari) que ainda registrou a volta mais rápida da prova com o tempo de 01:48.064...

--> 5ª vitória de Nelson Piquet; 2ª e última pole position e 8ª e última melhor volta de Gilles Villeneuve; 1º GP de Michele Alboreto; 25ª vitória da equipe Brabham e 140ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Out...

Temporada de 1982...

GP de Mônaco - circuito de Monte Carlo...

#17 - Jochen Mass - Rothmans March Grand Prix Team - March 821 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Avon...

Mass aguardando os ajustes em seu March antes de tentar, em vão, classificar-se para a disputa do GP monegasco...

A prova teve 76 voltas e muita confusão. A vitória foi do italiano Riccardo Patrese (Brabham). Didier Pironi (Ferrari) e Andrea de Cesaris (Alfa Romeo) completaram o pódio...

René Arnoux (Renault) foi o pole position e Riccardo Patrese anotou a volta mais rápida da prova marcando o tempo de 01:26.354...

--> 1ª vitória e 1ª melhor volta de Riccardo Patrese; 1º pódio de Andrea De Cesaris; 27ª vitória da equipe Brabham e 147ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

Lambo 3512...

Temporada de 1990...

GP da Inglaterra - circuito de Silverstone...

#29 - Eric Bernard - Espo Larrousse F1 - Lola 90 - motor Lamborghini 3512 V12 3.5 - pneus Goodyear...

#12 - Martin Donnelly - Camel Team Lotus - Lotus 102 - motor Lamborghini 3512 V12 3.5 - pneus Goodyear...

Lado a lado Eric e Donnelly durante a disputa do GP britânico...

Ao final das 64 voltas Eric Bernard levou seu Lola à 4ª posição e Donnelly deixou a prova no giro #48 após a quebra de seu motor...

A vitória foi de Alain Prost (Ferrari). Thierry Boutsen (Williams) e Ayrton Senna (McLaren) completaram o pódio...

Nigel Mansell (Ferrari) foi pole position e autor da volta mais rápida da prova com o tempo de 01:11.291...

--> 43ª vitória de Alain Prost; 200º GP de Riccardo Patrese e 101ª vitória da equipe / motor Ferrari na F-1...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Pit Lane...

Temporada de 1971...

GP da Holanda - circuito de Zandvoort...

No Pit lane do circuito holandês, em primeiro plano, as Tyrrell 003 e 002 de Jackie Stewart e François Cevert respectivamente...

Beta & Alfa...

Temporada de 1976... ( ATUALIZADO )

GP dos EUA - circuito de Watkins Glen...

O italiano Vittorio Brambilla - March 761 à frente do brasileiro José Carlos Pace - Brabham BT45, durante a disputa do GP norte-americano no circuito de Watkins Glen...

Foram 59 voltas. Brambilla abandonou no giro #34 e Pace deixou a prova no giro #31...

A vitória foi de James Hunt (McLaren) com Jody Scheckter (Tyrrell) e Niki Lauda (Ferrari) completando o pódio...

O Pole Position foi James Hunt que também registrou a volta mais rápida da prova com o tempo de 01:42.851...

--> 7ª vitória de James Hunt; 50º GP de Jody Scheckter; 21ª vitória da equipe McLaren e 
95ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Cougar...

Temporada de 1982...

GP da Inglaterra - circuito de Brands Hatch...

#35 - Derek Warwick - Toleman Group Motorsport - Toleman TG181C - motor Hart 415T L4 t 1.5 - pneus Pirelli...

Correndo 'em casa', Warwick largou da 16ª posição do grid mas no giro #40 abandonou a disputa devido a quebra do semieixo de seu Toleman...

Foram 76 voltas e a vitória foi de Niki Lauda (McLaren). Didier Pironi e Patrick Tambay, a dupla da Ferrari, completaram o pódio...

O Pole Position foi Keke Rosberg (Williams) e a volta mais rápida da prova foi anotada por Brian Henton (Tyrrell) com o tempo de 01:13.028...

--> 19ª vitória de Niki Lauda; 1ª pole position de Keke Rosberg; 1º pódio de Patrick Tambay; 1ª e única melhor volta de Brian Henton; 29ª vitória da equipe McLaren e 149ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

Red Line...

Temporada de 1978...

GP do Oeste dos EUA - circuito de Long Beach...

#17 - Clay Regazzoni - Shadow Racing Team - Shadow DN8 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Goodyear...

#4 - Patrick Depailler - Elf Team Tyrrell - Tyrrell 008 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Goodyear...

Depailler se posiciona para colocar uma volta em Regazzoni durante o GP norte-americano...

Ao final das 80 voltas Depailler, que partiu da 12ª posição do grid, terminou a prova na 3ª colocação. O suíço Regazzoni, 20º no grid de largada, terminou a disputa na 17ª posição a uma volta de Carlos Reutemann (Ferrari) o vencedor. Mario Andretti (Lotus) foi o 2º colocado...

O Pole position foi Carlos Reutemann e Alan Jones (Williams) anotou a volta mais rápida da prova com o tempo de 01:22.215...

--> 7ª vitória de Carlos Reutemann; 1ª melhor volta de Alan Jones; 50º GP de Arturo Merzario; 70ª vitória da equipe / motor Ferrari e 1ª melhor volta da equipe Williams na F-1...

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Lotus 88 e 88B...

por Renato Breder

O carro inovador de Colin Chapman, no qual as funções aerodinâmicas foram isoladas das funções puramente mecânicas, num esquema de chassis duplo, foi amplamente contestado pelas equipes rivais. Uma longa e estafante batalha nos tribunais acabaram por privar os fãs da Formula 1 de ver esse fantástico carro competindo de verdade num Grande Prêmio.

 1981, 1a etapa – Grande Prêmio EUA-Oeste, Long Beach

Em Long Beach, o novo carro do Team Lotus, o inovador Lotus 88 foi aceito e aprovado pelos escrutinadores (delegados técnicos da organização do GP) na apresentação antes dos treinos oficiais.

As sessões de treinos na sexta-feira e sábado pela manhã não tinham cronometragem oficial. Apenas as sessões vespertinas tinham tempos considerados para a formação do grid. Na sexta-feira pela manhã os times davam suas voltas de instalação, testavam os sistemas e acertavam os setups dos carros para a sessão cronometrada . Nessa sessão matutina, o único modelo 88 da Lotus foi conduzido por Elio de Angelis. Nigel Mansell contava com uma Lotus 81.

Elio de Angelis em Long Beach, treinando

Na sexta-feira, ainda pela manhã, os times rivais entraram com um protesto contra a aprovação do carro da Lotus.

Pela hora do almoço, os organizadores do Grande Prêmio davam a Chapman a impressão de que o protesto não daria em nada, tanto é que Elio de Angelis  começou o treino de  sexta-feira à tarde com o Lotus 88. Mas um problema na bomba de combustível forçou o italiano a trocar para o Lotus 81. Após os reparos, De Angelis retornou ao 88 no fim da tarde mas priorizou o teste dos sistemas e não a marcação de um bom tempo de volta. Os tempos de volta relevantes foram marcados com o modelo 81. Alguns probleminhas ainda surgiram e a noite de sexta-feira foi de muito trabalho para os mecânicos da Lotus.

No fim do dia, os organizadores do GP anunciaram que o protesto havia sido mantido e o Lotus 88 estava "ilegal", mas poderia continuar testando até que autoridades "superiores"  enfim tomassem uma decisão.

No sábado pela manhã, De Angelis de volta ao Lotus 88, inicia o treino, mas sem razão alguma (declarada) recebeu bandeira preta, sendo excluído dos treinos.

Sendo assim, tempos relevantes foram marcados apenas com a Lotus 81 de De Angelis.

 1981, 2a etapa - Grande Prêmio do Brasil, Jacarepaguá (Autódromo Riocentro)

Houve uma sessão de treinos não oficial na quarta-feira anterior ao fim de semana do Grande Prêmio. De Angelis circulou com o Lotus 88 nesse treino pré-GP.

Nessa quarta-feira, a decisão inicial dos escrutinadores, acerca da elegibilidade do Lotus 88, foi adiada até que eles pudessem discutir a questão com os comissários técnicos do evento. No entanto, ambos aceitaram o carro como legal e este recebeu o selo de aprovação técnica que o habilitava aos treinos oficiais.

De Angelis com um desnudo Lotus 88 nos pits de Jacarepaguá

Na sexta-feira, no entanto, os escrutinadores pediram para examinar o carro novamente.  Eles queriam verificar se o carro atendia ao regulamento que estabelecia que, com pneus vazios em um lado do carro, a carroceria não deveria tocar o solo. Fizeram o teste usando François Mazet (porta-voz do patrocinador) como piloto no cockpit. O carro mostrou-se dentro do regulamento, portanto legal. Os escrutinadores balançaram o carro para frente e para trás e ele continuava legal. Então eles pressionaram a carroceria para baixo e para cima e quando o carro tocou no solo - em circunstâncias bem artificiais e propositais - foi imediatamente considerado ilegal e excluído de qualquer participação no evento.

De novo, nenhum tempo oficial cronometrado para o Lotus 88.

O mais irônico é que a Brabham BT49C, de Gordon Murray, com sua suspensão hidro-pneumática, baixava a altura do carro quando estava correndo, bem abaixo dos 6 cm regulamentares, por vezes tocando o solo. O regulamento – mal escrito – dizia que quando o carro estava saindo ou chegando dos pits, a carroceria deveria estar, no mínimo, a 6 centímetros do solo. Não dizia nada sobre o restante da pista. Assim que saía do pitlane, a Brabham “automaticamente”  baixava a alguns pouquíssimos milímetros do solo. Esse carro não foi banido ou excluído... quem era o chefão da Brabham? Bernie Ecclestone, que começava estender seus tentáculos sufocando a todos na F1 e ganhando o controle da categoria.

Após o GP de Long Beach, na Corte Internacional de Apelação, Chapman ganhou a causa com a ACCUS - autoridade esportiva nacional estadunidense - considerando o carro legal. Antes do GP do Brasil, vários times protestaram junta à FISA contra a decisão da ACCUS. Chapman pediu, então, à FISA que de uma vez por todas se decidisse sobre a legalidade ou não do carro.

 1981, 3a etapa - Grande Prêmio da Argentina, Buenos Aires

Em Buenos Aires, os escrutinadores não foram tão benevolentes com o Lotus 88. O carro foi rejeitado assim que foi apresentado.

Chapman manifestou seu desgaste e cansaço com a situação, dizendo-se vítima de uma conspiração num press-release na sexta-feira. Ele, inclusive, ameaçou abandonar o automobilismo pelo caso da Lotus 88. Chapman estava tão desapontado com tudo que partiu de Buenos Aires antes do fim dos treinos. E pela primeira vez em 22 anos, ele não esteve nos pits para ver seus carros correrem no domingo.

Pela suposta conspiração, o presidente da FISA, Jean-Marie Ballestre, impôs uma multa de 100 mil dólares a Chapman pelas "escandalosas e inverídicas" alegações  contra a integridade dos fiscais dos Grandes Prêmios.

Pela terceira vez nenhum tempo oficial cronometrado para o Lotus 88.

 1981, 4a etapa - Grande Prêmio de San Marino, Ímola

Na semana anterior ao Grande Prêmio de San marino, o Tribunal da FIA baniu o Lotus 88 e com isso, Colin Chapman desistiu da participação das atividades do GP em Ímola.

No Grande Prêmio da Bélgica, a Lotus voltou apenas com modelos 81B. Durante todo o imbróglio com o Lotus 88, o “outro” modelo da Lotus nos grandes prêmios iniciais, o 81, nem sequer foi desenvolvido ou atualizado. Por isso, para o GP belga a Lotus alterou seu modelo antigo.

Apesar disso, no Grande Prêmio seguinte, o de Mônaco,  a Lotus apareceu com novos carros para De Angelis e Mansell, o modelo 87.

Mas Chapman ainda tentava convencer o “circo” da F1 que seu modelo inovador também atendia às exigências do regulamento.  Chapman e o Team Lotus executaram então algumas 'leves' modificações no 88 a fim de torná-lo 'legal' aos olhos da FISA.

 1981, 9a etapa - Grande Prêmio da Grã-Bretanha, Silverstone

Na quarta-feira anterior ao Grande Prêmio, o Team Lotus apresentou três Lotus 88B, o original 88 'modificado' e dois outros novos em folha. Eles foram aprovados pelos escrutinadores da RAC (Royal Automobile Club) e cerca de 2 horas depois, Ferrari, Alfa Romeo e Talbot-Ligier apresentaram um protesto oficial contra a aprovação do carro.

Três Lotus 88B: Mansell, De Angelis e carro reserva

Durante toda a quinta-feira - o GP britânico ocorria aos sábados àquela época - os carros da Lotus participaram das sessões de treinos matutino e vespertino (cronometrado). Enquanto isso, os comissários do GP discutiam com os representantes da FISA sobre a questão da Lotus.

A RAC estava do lado da Lotus e deixou toda a decisão nas mãos dos comissários do evento.

Na sexta-feira, todas as decisões deram meia-volta e o Lotus 88B foi declarada ilegal e os tempos registrados por De Angelis e Mansell (na única vez que pilotou o 88B) na quinta-feira à tarde foram excluídos.

A RAC entendia que ela tinha plenos poderes sobre seu próprio GP, o que não era verdade, e a FIA, através da FISA podia e pôde vetar quaisquer decisões tomadas pelos comissários ou pelos organizadores.

A FIA/FISA considerou o Lotus 88B como uma derivação do Lotus 88 que já havia sido declarado ilegal pela Corte Internacional de Apelação.

Como resultado, o Team Lotus ficou com um enorme trabalho de "converter" os Lotus 88B em Lotus 87 para as atividades da mesma sexta-feira.

Foi o fim da saga do Lotus 88...

Na quinta-feira, o mais rápido no treino cronometrado foi René Arnoux (Renault RE30) com o tempo de 1'12.158. Nesse mesmo treino, o pior tempo - 30o tempo - foi de Beppe Gabbiani (Osella FA1B) com 1'20.377. Nigel Mansell, com o Lotus 88B, marcou apenas o 17o tempo: 1'15.922 e De Angelis, também com o 88B, o 19o tempo: 1'16.029.

No dia seguinte, sexta-feira à tarde, Arnoux baixou seu tempo para 1'11.000... cravadaço! De novo o melhor tempo do dia (e o tempo da pole position1). Mansell e De Angelis participaram ambos a bordo de suas Lotus 87. Mansell piorou seu tempo, marcando 1'16.432, o 26o tempo da sessão. De Angelis melhorou seu tempo baixando para 1'15.971, o 22o tempo entre 30 pilotos naquele dia.

Como havia apenas 24 vagas no grid, no agregado De Angelis qualificou-se para o GP com o 22o tempo e Mansell não se qualificou com o 27o tempo.

Mansell em Silverstone, em sua única vez com o Lotus 88B

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Última...

Temporada de 1993...

GP da Austrália - circuito de Adelaide...

#8 - Ayrton Senna - Marlboro McLaren - McLaren MP4/8 - motor Ford Cosworth HB V8 3.5 - pneus Goodyear...

Em sua última prova pela McLaren Senna despediu-se com chave de ouro: largou da pole position, liderou 74 das 79 voltas do GP australiano e venceu a prova com mais de 9s de vantagem para Alain Prost (Williams). Damon Hill (Williams) completou o pódio...

A volta mais rápida da prova foi anotada por Damon Hill que marcou o tempo de 01:15.381...

--> 41ª e última vitória e 80º e último pódio de Ayrton Senna; 106º e último pódio e 199º e último GP de Alain Prost; 256º e último GP de Riccardo Patrese; 104ª vitória da equipe McLaren e 166ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

STP...

Temporada de 1970...

GP da África do Sul - circuito de Kyalami...

#8 - Mario Andretti - STP Corporation - March 701 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Firestone...

Partindo da 11ª posição do grid de largada, Andretti abandonou a disputa no giro #26 após ter tido problemas mecânicos em seu March...

A prova sul-africana teve 80 voltas e o vencedor foi Jack Brabham (Brabham). Denny Hulme (McLaren) e Jackie Stewart (March) completaram o pódio...

O Pole Position foi Jackie Stewart e a volta mais rápida da corrida foi anotada por Jack Brabham e John Surtees (McLaren) que marcaram o tempo de 01:20.800...

--> 14ª e última vitória de Jack Brabham; 11ª e última melhor volta de John Surtees; 50º GP de Denny Hulme; 13ª vitória da equipe Brabham; 1º GP, 1ª pole position e 1º pódio da equipe March; 1ª melhor volta da equipe McLaren e 27ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Vetado...

Temporada de 1981... ( ATUALIZADO )

GP da Inglaterra - circuito de Silverstone...

O polêmico Lotus 88B que acabou proibido de participar das corridas...

A equipe fez sua primeira tentativa no GP de San Marino mas o modelo foi vetado...

BT50...

Temporada de 1982...

GP de Mônaco - circuito de Monte Carlo...

#1 - Nelson Piquet - Parmalat Racing Team - Brabham BT50 - motor BMW M12/13 L4 t 1.5 - pneus Goodyear...

Largando da 13ª posição do grid, Piquet acabou abandonando a prova no giro #49 após ter tido problemas com o motor BMW...

Após 76 voltas e muita confusão a vitória no GP monegasco foi do italiano Riccardo Patrese (Brabham). Didier Pironi (Ferrari) e Andrea de Cesaris (Alfa Romeo) completaram o pódio...

René Arnoux (Renault) foi o pole position e Riccardo Patrese anotou a volta mais rápida da prova marcando o tempo de 01:26.354...

--> 1ª vitória e 1ª melhor volta de Riccardo Patrese; 1º pódio de Andrea De Cesaris; 27ª vitória da equipe Brabham e 147ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Nanicas: De Tomaso...

Temporada de 1970...

GP da África do Sul - circuito de Kyalami...

#22 - Piers Courage - Frank Williams Racing Cars - De Tomaso 505 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Dunlop...

O inglês Courage alinhou seu De Tomaso 505 na 20ª posição do grid de largada em sua prova de estreia mas abandonou a disputa no giro #39 após acidentar-se...

O De Tomaso 505 foi inscrito em 11 provas da temporada de 1970. Não participou de 2 provas (Inglaterra e Alemanha) e nas demais não conseguiu terminar. E ainda no GP da Holanda aconteceu o acidente fatal de Piers Courage...

O carro teve a assintaura de Gianpaolo Dallara e contou com os pilotos Piers Courage, Brian Redman e Tim Schenken...

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Trio...

Temporada de 1984...

GP da Bélgica - circuito de Zolder...

#8 - Niki Lauda - Marlboro McLaren International - McLaren MP4/2 - motor TAG Porsche P01 V6 t 1.5 - pneus Michelin...

O austríaco Lauda à frente dos italianos Andrea De Cesaris (Ligier JS23) e Teo FABI (Brabham BT53) durante o GP belga...

Lauda, 14º no grid de largada, abandonou a prova no giro #35 devido a uma falha na bomba d'água do motor TAG Porsche...

Ao final das 70 voltas Michele Alboreto (Ferrari) foi o vencedor. Derek Warwick (Renault) e René Arnoux (Ferrari) completaram o pódio...

Michele Alboreto foi o pole position e a volta mais rápida da prova foi anotada por René Arnoux que marcou o tempo de 01:19.294...

--> 3ª vitória e 1ª pole position de Michele Alboreto e 89ª vitória da equipe / motor Ferrari na F-1...