quinta-feira, 30 de junho de 2011

GP da Europa: deu sono...

Amigos, estou de volta... o tempo anda "curto" demais... e só agora comento sobre o GP da Europa, no circuito de rua de Valência - que corrida chaaata. Bem diferente das outras provas da temporada. De nada adiantou os recursos disponíveis: asa móvel, kers, áreas de ultrapassagens... foi chata mesmo.

Mas nada pode tirar o feito de Vettel. Absoluto. Sexta vitória em oito provas. Um desempenho magnífico. E ainda por cima a FIA impôs a limitação no mapeamento dos motores, mas nada teve efeito. Pelo menos nesta prova.

O alemão foi soberano: cravou a pole, fez uma largada perfeita, manteve a liderança por quase toda a prova, marcou a melhor volta e não foi ameaçado de fato por nenhum adversário. A RBR e seu RB7 estão em outra "dimensão". O resto briga pelo vice-campeonato.

E falando de RBR, cadê o Mark Webber??? Alguém aí pode me dizer???

Das demais equipes só a Ferrari se destacou nesta prova. Alonso (sempre ele) brigou até o fim e festejou muito o 2º lugar. Merecido. Já Felipe Massa mais uma vez ficou abaixo do esperado. Acho que ano que vem ele vai mudar de ares...

A McLaren não foi bem em relação os GPs de Monaco e do Canadá. Seus pilotos fizeram o que estavam em seu alcance, mas foi só.

De resto, Barrichello segue seu calvário com sua irreconhecível equipe Williams. Decepcionante. Sem falar no Schumi...

Valeu...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Máquinas maravilhosas (1)...

Amigos, a imagem fala por si...

Apreciem...

Grandes Equipes da F1: Matra

Amigos, a Mécanique Avion Traction ou Matra como era conhecida, foi uma equipe de Fórmula 1 e também fabricante de componentes aeroespaciais. Empresa francesa detentora de alta tecnologia competiu na F1 entre os anos de 1966 e 1972, tendo vencido o campeonato mundial de pilotos em 1969 com o escocês Jackie Stewart. Neste mesmo ano conquistou o mundial de construtores.

Vejam os números:

Primeiro GP: 07/08/1966 - GP Alemanha - Nurburgring
Pilotos no GP de estréia: Jean-Pierre Beltoise / Jo Schlesser

Último GP: 08/10/1972 - GP EUA - Watkins Glen
Piloto no último GP: Chris Amon

Primeira vitória: 23/06/1968 - GP Holanda - Zandvoort
Piloto: Jackie Stewart

Última vitória: 07/09/1969 - GP da Itália - Monza
Piloto: Jackie Stewart

Principais pilotos: Jackie Stewart, Jean-Pierre Beltoise, Chris Amon, Jo Schlesser, Johnny Servoz-Gavin, Henri Pescarolo, Ronnie Peterson.
Total de GPs disputados: 118
Total de vitórias: 9
Total de pole positions: 4
Total de voltas mais rápidas: 12
Total de pódios: 21








Recordar é viver...

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Não valeu: GP Brasil - Jacarepaguá - 1982


Amigos, quem não se lembra do GP do Brasil de 1982, disputado no circuito de Jacarepaguá? Pois foi lá mesmo que Nelson Piquet (Brabham) e Keke Rosberg (Williams) protagonizaram uma grande farsa.

Piquet venceu a prova seguido por Rosberg e Alain Prost (McLaren) que completaram o pódio. 

Porém, alguns dias depois, a FIA descobriu que a Brabham de Piquet e a Williams de Keke tinham descoberto uma falha no regulamento em relação ao peso mínimo de cada carro. Com isso, a Williams e Brabham fizeram um sistema de resfriamento dos freios com água.


Sendo assim, os carros ficavam com o peso mínimo no inicio da corrida e durante ela os carros ficavam mais leves que todos na pista, ganhando grande vantagem sobre os outros. A falha no regulamento era que se permitia, ao fim da corrida, recolocar os liquidos perdidos durante as corridas para os carros ficarem no peso mínimo ideal.

Mas, ao final das contar, Piquet e Keke foram desclassificados, e Prost herdou a vitória, com John Watson herdando a segunda posição e Mansell a terceira. Os outros lugares pontuáveis ficaram com Michelle Alboreto, Manfred Winkelhock e Didier Pironi.

Recordar é viver...

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Túnel do Tempo: Jean-Pierre Beltoise


Amigos, o Túnel do Tempo de hoje relembra o GP do Canadá de 1973 em Mosport Park. Na foto Jean-Pierre Beltoise com seu BRM P160E.


O francês chegou em quarto, na primeira corrida da história da F-1 a contar com a entrada do safety car. A vitória ficou com Peter Revson, da McLaren, seguido por Emerson Fittipaldi, da Lotus. Jackie Oliver, da Shadow, completou o pódio.

Recordar é viver...

domingo, 12 de junho de 2011

GP do Canadá: O incrível Button

Button comemora após a incrível vitória
Caros amigos, depois de uma semana difícil em função do trabalho, estou de volta... e para relaxar acompanhei o interminável GP do Canadá. Acho que foi a mais longa corrida de F1 da era moderna. O safety car foi ator principal na pista... e vale lembrar que o safety car iniciou suas atividades na F1 durante o GP do Canadá em 1973...

Eu (e todo mundo) achava que o alemão iria vencer mais uma. Com sol ou com chuva ele parecia pronto para aumentar seu domínio no GP canadense. Mas a chuva, que paralizou a prova por duas horas, fez a diferença e criou surpresas do início ao fim. O sol até que apareceu após a relargada. Mas foi só.

O alemão da RBR controlou a prova do início até última volta, quando enfim, apareceu alguém para beliscar seu reinado. Com uma reação antológica, o inglês Jenson Button ultrapassou Vettel nos instantes finais e arrancou uma vitória improvável ao conduzir sua McLaren após duas batidas, seis paradas nos boxes e uma punição. Quatro horas depois da largada, ninguém imaginava que o desfecho seria aquele. Mas Button teve um domingo para derrubar todos os prognósticos.

Largada do GP canadense
Vettel chegou em segundo, seguido pelo companheiro Mark Webber e pelo alemão Michael Schumacher, da Mercedes. Vitaly Petrov, da Renault, foi o quinto, e Felipe Massa também tirou um feito da cartola no último segundo da corrida. Após escorregar 10 posições por causa de uma parada não prevista nos boxes, o piloto da Ferrari arrancou a sexta posição quase em cima da linha de chegada, ao ultrapassar o japonês Kamui Kobayashi, da Sauber.

Rubens Barrichello, da Williams, chegou em nono, na prova caótica que viu seis abandonos, incluindo Fernando Alonso, da Ferrari, e Lewis Hamilton, da McLaren. Após a batalha de Montreal, os pilotos folgam no próximo fim de semana e voltam à pista no dia 26 deste mês, para o GP da Europa, em Valência, na Espanha.

Schumacher chega em 4ºlugar
A chuva canadense forçou uma largada sem jeito de largada, com o safety car puxando a fila. Na quarta volta, aí sim, o carro de segurança saiu de cena e a disputa começou de verdade.

Com tantas reviravoltas na parte final, o Canadá já pode se orgulhar de ter visto neste domingo uma das melhores corridas de Fórmula 1 nos últimos tempos.

Vejam o resultado final do GP do Canadá (309,396 quilômetros):

1 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - 70 voltas em 4h04m39s539
2 - Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) - a 2s709
3 - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - a 13s828
4 - Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - a 14s219
5 - Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) - a 20s395
6 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 33s225
7 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - a 33s270
8 - Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) - a 35s964
9 - Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) - a 45s100
10 - Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) - a 47s000
11 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 50s400
12 - Pedro de la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari) - a 1m03s600
13 - Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) - a 1 volta
14 - Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) - a 1 volta
15 - Jerome D'Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) - a 1 volta
16 - Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) - a 1 volta
17 - Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) - a 1 volta
18 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) - a 3 voltas/acidente

Não completaram:

Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) - a 9 voltas/mecânico
Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) - a 15 voltas/acidente
Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) - a 21 voltas/acidente
Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - a 34 voltas/acidente
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) - a 42 voltas/mecânico
Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - a 63 voltas/acidente

Melhor volta: Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - 1m16s956, na 69ª

domingo, 5 de junho de 2011

2º Encontro de Autos Antigos de Congonhas: um sucesso

Amigos, só agora consegui redigir esta matéria. O dia foi intenso e já esperava por isso. A Romaria recebeu um público muito grande. E também novos expositores.

Quase não tive tempo para apreciar os autos que estavam expostos na Romaria. Os chamados não paravam. Várias pessoas pediam para que eu contasse histórias sobre os carros.

E claro, recebi elogios dos amigos que lá estiveram.

Durante a manhã, a Associação Musical Nossa Senhora D'Ajuda, do distrito do Alto Maranhão, fez uma apresentação que encantou a todos.

Depois fui homenageado em um almoço pelo amigo Antônio Furtado, presidente dos Galaxeiros das Gerais, e que agradeço mais uma vez pela consideração e lembrança. Toda a família Galaxeiros está de parabéns. Dignificaram muito bem nosso encontro. Valeu!

Foi um corre-corre e ainda arranjei tempo pra fazer as inserções, ao vivo, para a Rádio Congonhas - AM1020, durante os programas Antes do Apito e Jornada Esportiva. Mas fiz com imenso prazer.

Destaco também a cantora Deise que fez duas brilhantes perfomances, no sábado e no domingo. O público adorou.

Abraços ao casal Fernando e Fátima Barenco pela brilhante cobertura do encontro através do portal Maxicar.

Um grande abraço à família CAARR por mais este brilhante evento.

Vejam as fotos de hoje e ano que vem tem mais...

Corporação Musical Nossa Senhora D'Ajuda














Equipe CAARR homenageia o escultor Deusdete











 


sábado, 4 de junho de 2011

2º Encontro de Autos Antigos de Congonhas: Galaxeiros na Romaria

Os Galaxeiros das Gerais estão de parabéns. Fizeram uma carreata de BH até Congonhas e chegaram na Romaria com seus imponentes e requintados Galaxies.

Fizeram um lindo desfile pela Romaria antes de alinharem seus possantes para serem contemplados pelo público que esteve aqui hoje.

Agradeço aos amigos Antônio do Monte, Presidente dos Galaxeiros das Gerais e ao amigo Austin, pelo reconhecimento e também pelo kit que me ofertaram. Legal demais.

Vejam as fotos: