sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Única...

Temporada de 1982...

GP da Suíça - circuito de Dijon-Prenois...

Keke Rosberg - TAG Williams Team - Williams FW08 - motor Ford Cosworth DFV V8 3.0 - pneus Goodyear...

Keke Rosberg, 8º no grid de largada, fez uma corrida na espreita, poupando o equipamento. No giro #6 assumiu a 4ª posição na prova e se manteve ate a volta 40 quando superou Nelson Piquet (Brabham) assumindo a 3ª colocação. Se mantenve nessa posição até o giro #72 quando ultrapassou o francês Rene Arnoux (Renault). Faltando duas voltas para terminar a prova, ultrapassou o então líder Alain Prost (Renault) no giro #78 para conquistar sua primeira vitória pela equipe Williams e o único triunfo da escuderia inglesa na temporada...

Alain Prost (Renault) foi o 2º colocado e Niki Lauda (McLaren) completou o pódio...

O francês Alain Prost foi o pole position e ainda registrou a volta mais rápida da corrida com o tempo de 01:07.477...

Brasileiros nessa prova: Nelson Piquet (Brabham) foi o 4º colocado; Raul Boesel (March) abandonou no giro #31 e Chico Serra (Fittipaldi) não se classificou para a largada...

--> 1ª vitória de Keke Rosberg; 10º pódio de Alain Prost; 16ª vitória da equipe Williams e 151ª vitória do motor Ford Cosworth na F-1...

6 comentários:

Clério Reis disse...

Keke foi um sortudo. Teve a oportunidade de guiar ao lado de um dos grandes da F1: Emerson Fittipaldi quando era 2º piloto da equipe Fittipaldi em 80 e 81 e chegou a botar tempo no 'patrão'.

Foi campeão em 82 pela regularidade já que só obteve uma vitória (a 1ª na carreira) e disputou o título com várias feras naquele ano.

Anônimo disse...

vencer nessa epoca era pra poucos e o keke fez por merecer e deu trabalho pra muita gente

marconni

Anônimo disse...

Será que a história vai se repetir em breve?

A primeira vitória de um piloto finlandês e guiando pela Williams?

O sueco-finlandês que tem um filho alemão pilotava muito...


um abraço,
Renato Breder

Por Dentro dos Boxes disse...

Pois é Breder, vejamos se a história vai se repetir...

abs...

walter disse...

Sou fã do Keke. Mas seu único título foi um fiasco e o título em si foi um golpe de sorte.
A Ferrari matou Villeneuve, em Zolder; destruiu Pironi em Hockenheim. Seu chassis, o melhor da temporada, derretia, de forma assassina.
Mas era O carro, tanto que Tambay, que só entrou no meio da temporada, foi o vice campeão.
Para que vocês entendam porque Keke é gênio, veja esse rápido video: http://www.youtube.com/watch?v=qMHi8JUBMG8

Por Dentro dos Boxes disse...

Walter,

resumiu bem como foi a temporada de 82... e só mesmo alguém com tamanha habilidade para conseguir se safar de um iminente acidente e ainda seguir na prova... principalmente por se tratar de um circuito de rua onde o muro está a poucos centímetros...

abs...