quarta-feira, 7 de março de 2012

Duplo fracasso...



#24 Vincenzo Sospiri e #25 Ricardo Rosset, a dupla de pilotos da Mastercard Lola F1 Team, tentam sem sucesso, classificar o Lola T97/30, equipado com o motor Ford Cosworth ECA Zetec-R V8 3.0 e pneus Bridgestone, para o GP da Austrália de 1997, no circuito de Melbourne...

O GP australiano teve David Coulthard (McLaren) como vencedor, Michael Schumacher (Ferrari) foi o 2º colocado e Mika Häkkinen (McLaren) completou o pódio...

O pole position foi o canadense Jacques Villeneuve (Williams) e o autor da volta mais rápida foi Heinz-Harald Frentzen (Williams) – 01:30.585...

9 comentários:

Anônimo disse...

Curiosíssimo...
Mastercard não é, nem era fraca ($$$)...
Lola é um nome 'consagrado' no automobilismo...

Lola + Mastercard = VEXAME!!

HRT (antes Hispanis), Marussia (antes Virgin) e Caterham (antes Lotus malaia) já fizeram MUUUUITTO mais que a 'dupla vexamosa'....

Como se explica isso???

um abraço,
Renato Breder

André Candreva disse...

Amigo Renato,

seria a construção do carro??

o projeto era ruim??

ou a dupla de pilotos era fraca???

seja o que for o projeto não deu certo...

abs...

Anônimo disse...

André,

desses três ítens que você citou, o que menos culpa ou influência tinha no projeto geral da equipe era exatamente o último: os pilotos.

Vincenzo Sospiri foi o campeão da F3000 em 1996, pela Super Nova e o vice-campeão, naquele mesmo ano, foi seu companheiro de equipe... Ricardo Rosset! Ou seja, os pilotos eram inexperinetes na F1 (claro!), mas não eram fracos...

O Projeto todo foi algo meio 'nas coxas', de 'última hora', por isso mesmo, fadado ao fracasso... e o carro - apesar de belíssimo - era um carroção!


outro abraço,
Renato Breder

Ron Groo disse...

O carro parecia todo remendado nas cores e ainda tinha o Rosset... não tinha como dar certo.

André Candreva disse...

Valeu Renato...

brilhante observação...

abs...

André Candreva disse...

Groo,

realmente o carro parecia uma "colcha de retalhos"...

rsrsr...

abs...

Faez Assemany disse...

Tem uma entrevista muito boa com o Rosset no site "grandepremio.ig"
Falando sobre este período e boicotes que sofreu na F1.

"GP: E 1997 foi pior, já que você foi a apenas uma corrida e nem chegou a largar com a Lola...
RR: Aquilo foi uma loucura de quem estava envolvido. A gente entrou meio enganado em um sonho, que tinha um patrocinador muito grande (Mastercard), um esquema muito grande. Só que chegou na primeira prova, o carro não trocava a marcha. Não é que não classificou, não trocava, mesmo, a marcha. Você batia e ela não mudava, não subia nem descia. O carro não funcionava na primeira prova. Fomos lá para cumprir tabela. Lógico, o carro não classificou, chegamos no Brasil e o patrocinador rompeu a parceria. Foi uma loucura, uma irresponsabilidade do pessoal que estava envolvido."

Faez Assemany disse...

Em outro trecho bem revelador ele fala:

"Se você tem medo de morrer, não devia estar na F-1. O engraçado que era o mesmo pessoal que estava envolvido na Williams, quando o Ayrton (Senna) morreu. Falei: Vocês já erraram uma vez, já mataram um piloto. Será que não aprenderam que uma falha pode matar um piloto?. Isso foi dois anos depois. E eu continuei: Não vou colocar meu pescoço em risco. Se vocês descobrirem o que é, eu corro. Caso contrário, não vou correr e farei o relatório na FIA. Vocês podem falar o que quiserem, mas irei no Bernie (Ecclestone) e contarei o que está acontecendo, pois vai morrer gente?. Aí eles se desesperaram."

André Candreva disse...

Faez,

muito boa a dica da entrevista...

valeu amigão...

abs...