terça-feira, 26 de agosto de 2008

GP da Espanha - 1975: uma tragédia anunciada!

Este foi mais um trágico grande prêmio da Formula 1 realizado no dia 27 de abril de 1975.

O campeonato antes do GP da Espanha em Montjuich Park, vinha bem equilibrado. Em três corridas, três ganhadores diferentes e o Brasil tinha o líder e o vice-lider do campeonato a essa altura: Emerson Fittipaldi e José Carlos Pace.

Mesmo sabendo de alguns problemas na segurança da pista, a FIA fez vista grossa para checagem do circuito, a prefeitura de Barcelona prometeu concluir todas as exigências a tempo do GP. Chegando os treinos livres de sexta feira, os pilotos logo perceberam algo estranho na pista. Alguns guard-rails estavam praticamente soltos, não segurando sequer um esbarrão mais forte, o palco para confusão estava armado. A GPDA (Grand Prix Drivers Associantion) se reuniu exigindo obras imediatas no circuito sob a ameaça de não irem para a pista. Com pressão dos patrocinadores e dos organizadores do GP, alguns pilotos que não faziam parte da GPDA resolveram sair dos boxes e treinar. Ickx, Brambilla e Hunt foram os primeiros, depois seguiram mais alguns.

Finalmente uma solução, os administradores do circuito interviram a tempo e iniciaram uma obra para fixação dos guard-rails, só que precisava de muita mão de obra para realizar o serviço. Problema? Não! As equipes mandaram alguns mecânicos que ficaram a cargo de martelar e parafusar.

Sábado de manha, o circuito parecia melhores condições, mas mesmo assim alguns pilotos ainda relutavam em correr, encabeçando este grupo esta Emerson Fittipaldi - o Emmo. Depois de muita discussão e ânimos aflorados, os pilotos decidem correr. O GP vai acontecer!

Um após o outro, os pilotos vão a pista, mas Emerson se negava a correr. Sob grave punição se desobedecesse as ordens do patrocinador, Fittipaldi da algumas voltas bem lentamente no circuito alegando problemas no carro. Ele não se classifica para o GP.

A Ferrari domina os treinos e coloca Lauda e Regazonni na primeira fila, seguido por Hunt e Andretti.

Começa a corrida. Logo na largada uma confusão: a Parnelli de Mário Andretti da um leve toque na Ferrari de Niki Lauda, fazendo-o bater contra o Guard-rail, mas não antes de levar seu companheiro de equipe Clay Regazonni junto.

Regazonni mesmo com o bico quebrado e o pneu furado consegue levar seu carro ao Pit. Se unindo a Emerson, Arturo Merzario e Wilson Fittipaldi dão somente 1 volta e recolhem seus carros para os boxes em forma de protesto.

Com o bate bate da largada, Hunt e sua Hesketh se aproveitam do momento e partem para a ponta, mas não por muito tempo. A sina do primeiro colocado bater continua, um por um eles vão saindo da prova, depois de Hunt abandonar foi a vez de Andretti, que tinha tudo para vencer não fosse a traiçoeira pista espanhola. Na volta 17, Rolf Stommelen com sua Embassy Hill novinha se viu na ponta do GP, mas seguido de perto pela Brabham de Pace, a pressão continuou volta após volta até a 26, quando a tragédia acontece. Em uma parte de altíssima velocidade do circuito, a rasante, o novo suporte de fibra de carbono da asa traseira da Hill se quebra, provocando o total desprendimento da asa traseira do carro, justamente no ponto onde os carros precisavam de maior pressão aerodinâmica para não decolar. Pace não conseguiu desviar a tempo e viu de camarote Stommelen voar sobre os guard-rails e ir para cima de um posto de bombeiros onde três deles morrem instantaneamente com o violentíssimo choque a mais de 250 km/h. Sobrou também para um fotógrafo que ficava à beira da pista. Com o impacto, os fios de comunicação se romperam e os comissários não tiveram como avisar o acontecido rapidamente para a direção de prova.

Resultado, a prova só foi paralizada depois de aproximadamente 10 minutos do acidente. Sabendo do acontecido, a direção de prova imediatamente dá a bandeira vermelha e interrompe a prova.

Além de 4 mortes no local, o acidente feriu varias pessoas, uma delas morreria dias depois em um hospital da região. Stommelen incrivelmete escapa vivo do acidente, mas com muitas dores e fraturas,. Fica aguardando o atendimento médico dentro de sua Hill retorcida.

Com a prova encerrada antes de seu fim, os pilotos receberam metade dos pontos da prova. A vitória foi herdada por Jochen Mass, companheiro de Emerson. Ickx de Lotus e Reutemann de Brabham completam o pódio. Menção honrosa para a italiana Lella Lombardi, que se tornou a única mulher a marcar ponto na F1 chegando em sexto.

Com um fim de semana tão trágico como este, a bela Montjuich nunca mais sediaria uma prova da categoria.


Rolf Stommelen momentos antes da largada do GP da Espanha

Niki Lauda lagou na pole position ...

James Hunt se aproveita da confusão na largada e assume a ponta ...

Arturo Merzario junta-se a Fittipaldi em protesto, dá somente uma volta, ...

... assim como Wilson Fittipaldi

O novo GH1 de Stommelen não resistiu a Montjuich e causou o gravíssimo acidente

Stommelen e os destroços. O alemão teve muita sorte a mais de 250Km/h

Jochen Mass conquistou sua única vitória na carreira

O belga Ickx levou sua Lotus ao segundo posto ...

... e o argentino Carlos Reutemann fechou o pódio

Menção honrosa para Lella Lombardi que mesmo largando da última fila consegue marcar ponto.

Nenhum comentário: