segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Ordens são ordens...

O que já era esperado, agora é oficial: a Ferrari finalmente abriu o jogo e confirmou que deposita todas as suas esperanças a partir de agora na conquista do título pelo espanhol Fernando Alonso. Isto indica que, a partir do GP do Japão, no próximo dia 10, Felipe Massa fará o papel de escudeiro do atual vice-líder da temporada.

Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, diz que trata-se de uma “escolha acertada”. Faz sentido, diante dos resultados da temporada. Alonso tem quatro vitórias e está a apenas onze pontos de Mark Webber. Como Massa já era carta fora do baralho, o brasileiro agora terá que correr pela equipe e por Alonso. “Quem corre por si só vai ter que encarar a sua equipe”, advertiu Montezemolo.

Na verdade, a preferência da Ferrari por Fernando Alonso ficou muito clara em Hockenheim, no rumoroso episódio da troca de posições no GP da Alemanha. Pode não ter sido da melhor forma, porque o assunto dominou as manchetes por semanas, mas a equipe italiana foi no mínimo coerente ao avaliar que o bicampeão mundial poderia dar à Maranello as chances de um novo campeonato mundial.

E depois de 2007, quando Kimi Räikkönen conseguiu o que muitos achavam impossível, ninguém mais na equipe duvida que Alonso pode chegar lá. Apesar do exagero de Montezemolo ao afirmar que a Ferrari “sempre foi o time a ser batido”, é claro que os triunfos em Monza e Cingapura levantaram o moral da Ferrari e de Alonso.

4 comentários:

Marcos Antonio disse...

Eu sempre achei que o Massa não tinha condições de impor alguma coisa ao Alonso. Ta aí o resultado.

Luiz Felipe de Souza disse...

agora é pensar em 2011...

Gilson Fernandes disse...

Será que o Felipe Massa continua na Ferrari no ano que vem? E se o Alonso for campeão? Que vida dura essa do Massa...

Gustavo / BH disse...

que fase ruim dos brasileiros na f-1. saudade dos bons tempos de piquet e senna.