sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Kanann & Andretti Autosport: fim do casamento

Anderson Marsilli informou que Tony Kanaan foi dispensado da equipe Andretti Autosport para a temporada 2011 da Fórmula Indy. O piloto brasileiro, que completa 36 anos no último dia do ano, tinha ainda dois anos de contrato para cumprir e o acordo foi rescindido de forma amigável. A saída do patrocinador principal, a 7-Eleven, foi o estopim para que a relação entre piloto e equipe se estremecesse.

Termina assim o longo vínculo entre Tony e o time de Michael Andretti, que rendeu ao piloto um título da categoria, em 2004, além de 10 pole positions e 14 vitórias. Kanaan agora vai negociar seu futuro com outros times – e as principais escuderias (leia-se Ganassi e Penske) já estão praticamente fechadas para 2011. Há quem diga que a Ganassi terá três carros, com Graham Rahal se juntando a Dario Franchitti e Scott Dixon, mas não há a confirmação oficial. E que na Penske, não haverá lugar para Ryan Briscoe: o australiano deve perder seu lugar para Sam Hornish Jr., que cairá fora da Nascar.

No release da assessoria, Kanaan expressou seu agradecimento pela longa e frutuosa colaboração com a escuderia: “Eu quero agradecer ao Michael Andretti e todos da Andretti Autosport por esses oito anos juntos. Criamos grandes memórias que vou sempre apreciá-las e temos muito a nos orgulharmos. Pessoalmente, quero agradecer aos rapazes da equipe por todo trabalho ao longo dos anos e por sempre acreditarem em mim. Este é um esporte de equipe e seu sempre considerei um prazer ter vocês em meu time”, afirmou Tony Kanaan.

Nenhum comentário: