segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Hamilton: novo líder

As corridas em Spa-Francorchamps têm como marca registrada a imprevisibilidade, exatamente por causa da instabilidade do tempo na região da floresta das Ardenas. E o GP da Bélgica deste ano não foi diferente. A chuva caiu no início e nas últimas voltas da corrida, provocando uma enorme confusão nos dois momentos. Apenas um piloto escapou dos problemas: Lewis Hamilton. O inglês da McLaren venceu a terceira na temporada e assumiu a liderança do campeonato.


Hamilton está agora três pontos (182 a 179) à frente de Mark Webber, antigo líder do Mundial de Pilotos, que teve problemas com o câmbio na largada. Após cair para sétimo, o australiano teve paciência para se recuperar e conseguiu a segunda posição na corrida. O polonês Robert Kubica, da Renault, fez uma corrida discreta, sem cometer erros e completou o pódio na terceira posição. Felipe Massa, da Ferrari, foi o melhor brasileiro na corrida, com a quarta posição. Rubens Barrichello foi traído pela chuva e perdeu o carro na freada da Bus Stop na primeira volta, acertou a Ferrari de Fernando Alonso e viu seu 300º GP na Fórmula 1 ser encerrado de forma precoce. Confira as 5 partes mais marcantes da 13ª etapa da temporada 2010.

1) Webber perde a ponta na largada para Hamilton e cai para o sétimo lugar

Com previsão de chuva nas primeiras voltas, a corrida em Spa-Francorchamps começou com uma interrogação na cabeça das equipes, que não sabiam o que fazer com suas táticas. Na largada, o pole Mark Webber teve problemas em sua embreagem e demorou a engatar a primeira marcha. Ele ficou para trás e caiu para a sétima posição. De quebra, ainda atrapalhou todos os pilotos que saíam atrás dele, do lado limpo da pista. O maior ganhador na saída foi Lewis Hamilton, que pulou para a ponta, seguido por Robert Kubica e Jenson Button. O atual campeão da Fórmula 1 faria a ultrapassagem sobre o polonês na primeira volta.

2) Barrichelo perde ponto de freada no molhado e acerta Alonso na Bus Stop

A chuva veio logo no fim da primeira volta, na região da reta dos boxes, com pouca intensidade, mas suficiente para causar molhar a pista e criar uma confusão. Quase todos os pilotos escaparam na freada para a Bus Stop, última curva do circuito, e Barrichello, que vinha em nono, acabou sendo o maior prejudicado. Seu carro tambném patinou e acertou a traseira de Alonso. O espanhol conseguiu ir para os boxes, mas o brasileiro teve de abandonar após a quebra da suspensão. A confusão provocou a entrada do safety car, que ficou apenas duas voltas na pista, tempo suficiente para o carro do brasileiro ser recolhido e a pista ser limpa. Na relargada, Hamilton manteve a ponta, seguido de perto por Button.

3) Vettel erra e acerta Button

A largada rendeu um problema para Button. Uma aleta de sua asa dianteira foi quebrada em um toque, e ele começou a perder rendimento na pista. O problema na asa fez com que o inglês começasse a segurar uma longa fila de rivais na pista. Sebastian Vettel conseguiu superar Kubica e ficou mais próximo do campeão, em terceiro. Então, o alemão começou a pressionar o inglês, que defendia a posição com precisão e tranquilidade. Até que, na 17ª volta, o piloto da RBR perdeu a paciência na disputa da posição e perdeu o carro na freada da Bus Stop. Ele acabou acertando a lateral do carro de Button, que teve de abandonar, com o radiador rasgado. Vettel entrou nos boxes para trocar o bico danificado e voltou à pista, mas seria punido com um drive through mais tarde.

4) Chuva volta, e Hamilton escapa

Na frente, Hamilton fez seu pit stop na 25ª volta e voltou com boa folga na frente. Webber, Kubica e Massa pararam em seguida, e todos mantiverm as posições, com o australiano próximo do piloto da Renault. A situação permaneceu inalterada até a 34ª passagem, quando a chuva recomeçou em Spa-Francorchamps. Atendendo às ordens de suas equipes, a maioria dos pilotos provocou um engarrafamento nos boxes, mas Hamilton, Kubica, Webber e Massa optaram por se manter na pista. E o inglês tomou um susto na 35ª, quando saiu da pista na Rivage, passou pela caixa de brita, mas conseguiu retornar à pista. Os quatro fariam a parada em seguida, e Webber roubou a segunda posição.

5) Alonso provoca entrada do safety car

A chuva não parou e os pilotos continuavam a ter dificuldades mesmo após os pit stops. Por isso, na 38ª volta, Alonso bateu na saída da Les Combes e seu carro ficou atravessado na pista, provocando a segunda entrada do safety car. O espanhol teve de abandonar a corrida e os pilotos ficaram todos juntos para a última relargada da corrida, na 41ª volta. A ordem dos quatro primeiros, no entanto, permaneceu inalterada: Hamilton, Webber, Kubica e Massa. Apesar da chuva, o inglês continuou na liderança e recebeu a bandeirada em primeiro pela terceira vez em 2010.

Nenhum comentário: