quinta-feira, 22 de abril de 2010

Cérebro ou arrojo?

Depois da corrida da China, no último domingo, criou-se uma questão interessante. Quem foi o nome da corrida em Xangai?

Jenson Button, que acertou na estratégia em permanecer na pista, enquanto a maioria preferiu trocar os pneus e depois imprimiu um ritmo forte e não se intimidou com a aproximação de Lewis Hamilton? Ou o próprio Hamilton, que ultrapassou meia F1, com manobras espetaculares, arriscadas, sem se preocupar muito com quem ou em que ponto?


É claro que a frieza, esperteza e, principalmente, ritmo constante fizeram a diferença para Button, mas será que basta? Será que uma pimentinha de arrojo também não faria mal ao atual campeão? E aos demais? Será que não é de mais pilotos como Lewis que a F1 está precisando?

Fosse você, leitor, um chefe de equipe, optaria por apostar suas fichas em um piloto cerebral ou em um arrojado?

Nenhum comentário: