terça-feira, 28 de abril de 2009

Jenson Button: o nome da vez...


Jenson Button vence o GP do Bahrein

Ao contrário do que os treinos no Bahrein poderiam sugerir, Jenson Button conseguiu sua terceira vitória em quatro provas nesta temporada, ampliando seu domínio no campeonato. O inglês decidiu sua vitória em dois momentos: na corajosa ultrapassagem sobre Lewis Hamilton, ainda na segunda volta; e na tática da equipe, que o deixou um pouco mais na pista, o suficiente para superar as Toyotas de Timo Glock e Jarno Trulli.

O inglês teve pista livre a partir daí e conseguiu abrir uma boa vantagem para os rivais. Sebastian Vettel, o mais pesado no treino classificatório, não fez uma boa corrida e ficou preso atrás de Lewis Hamilton e, depois, de Jarno Trulli. O alemão da RBR só ganhou posições nos pit stops e fez uma corrida burocrática. O italiano da Toyota, por sua vez, tinha até mais potencial, mas o uso dos pneus médios no segundo stint da corrida sepultou suas chances de vencer a corrida, que já eram remotas após a bela tática de Button.

Já Rubens Barrichello chegou em quinto, após uma ousada tática de três paradas. A equipe decidiu por alterar a estratégia do brasileiro antes do primeiro pit stop, para evitar que ele ficasse preso no tráfego e estivesse sempre leve e com pneus novos. A tática poderia até funcionar, não fosse Nelsinho Piquet, que segurou o compatriota - com muita competência, diga-se de passagem - por algumas voltas. No fim, o quinto lugar não foi tão diferente do que ele conseguiria com dois pit stops. Mas acho que valeu a aposta.

Nelsinho Piquet, aliás, fez uma belíssima corrida, sem erros. Sua largada e primeira volta foram excepcionais, inteligentíssimas. Ele escapou de todas as confusões e subiu para a 11ª posição. Depois, com um carro pesado, fez voltas regulares e chegou apenas duas posições atrás do companheiro Fernando Alonso, que largou mais leve e mais à frente do que o brasileiro. Se Flavio Briatore queria uma corrida normal para avaliar Nelsinho, o GP do Bahrein jogou muito a favor do piloto, que estava na berlinda.

A Ferrari merece um capítulo à parte. Apesar da corrida não ter sido tão ruim para ela, o GP do Bahrein marcou o pior início de temporada da história. A melhoria no desempenho é discreta, mas o carro pode evoluir com o novo pacote aerodinâmico que deverá estrear na Espanha. Kimi Raikkonen foi o sexto colocado e Felipe Massa, após ter de trocar o bico com duas voltas, chegou apenas em 14º lugar, uma volta atrás. E a equipe italiana ainda errou de novo na estratégia do brasileiro… Será que tudo voltará ao normal em Barcelona?

Gostei também da corrida de Lewis Hamilton. Discreta, mas bem sóbria. O inglês foi constante, dificultou a ultrapassagem de Jenson Button, mas não foi desleal como em outras ocasiões. Após o título de 2008 e a mentira no GP da Austrália, parece que o piloto da McLaren começa a amadurecer seu estilo de pilotagem, errando menos. Para ele, isto é ótimo, principalmente na Inglaterra, com o reaparecimento de Jenson Button, queridinho da torcida do país em 2009 com a liderança do campeonato.

Nenhum comentário: