quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

F1: novos lançamentos...

Do outro lado do Atlântico, as últimas semanas foram bastante agitadas com os lançamentos dos novos carros da Renault, da Williams e da BMW-Sauber e os primeiros resultados dos testes pré-temporada. Do pouco que li nos noticiários, o que me chamou a atenção não difere do que já foi publicado na imprensa e nos blogs: os bicos mais largos e achatados de Williams e Renault, ampliando assim o número de esquitices na safra 2009 da Fórmula-1.

Sobre o Renault R29, lançado no Autódromo de Portimão, em Portugal, me junto aos que admitiram ter gostado da nova pintura. Com a troca do patrocinador (sai a Elf, entra a Total), o azul cedeu um bom espaço ao vermelho, o que, a meu ver, melhorou e muito o resultado final. E certamente chamará bastante a atenção do público que estiver acompanhando as corridas pela TV. Se bons resultados vierem de carona, a equipe sairá no lucro.

Renault R29
Comparando o R29 com o modelo de 2008, o que causa estranheza mesmo é o bico, achatado e bem largo. Desnecessário comentar sobre a bigorna, que esteticamente sempre deixou a desejar. Porém, nada disso terá importância se este ano a equipe não conseguir o que tanto deseja: resultados consistentes.

As duas vitórias de Fernando Alonso na segunda metade do campeonato de 2008 serviram como uma boa injeção de ânimo, tanto para o piloto quanto para o time francês. Porém, nem isso impediu a demissão de quase cem funcionários no começo deste ano, sinal claro de que o fio condutor da equipe nesta temporada será partir para o tudo ou nada. Do contrário, a possibilidade de a Renault abandonar o barco no final do ano não deve ser descartada.

Williams

A Williams, ainda sem pintura oficial definida, parece exibir em seu novo modelo, o FW-31, um reflexo da época de vacas magras que vem marcando presença no time inglês, agora com menos patrocinadores do que em 2008 (Petrobras não renovou o contrato; Lenovo dando lugar à Philips) e, conseqüentemente, baixo orçamento. Mas acredito que isso não seja suficiente para diminuir o ânimo de Frank Williams, que sabe como ninguém o que é competir na Fórmula-1 em condições financeiras nada favoráveis e daí encontrar forças para voltar a ter sucesso.

Williams FW-31
O novo carro, que também chama a atenção pela simplicidade e pelas linhas arredondadas do chassi, é mais um que vem equipado com o KERS. Mas, ao contrário das outras equipes, cujos sistemas serão alimentados por baterias, o do FW-31 será alimentado com o uso da embreagem. Se isso dará algum resultado efetivo, só o tempo dirá.

É certo que a Williams terá muito trabalho para atingir os resultados esperados, dos quais se mantém afastada desde o fim da parceria com a BMW, encerrada no final de 2005. Em tempos de crise e de uma descaracterização completa da Fórmula-1 desde a chegada das montadoras, ter a Williams de volta aos tempos de glória é mais do que desejado pelos fãs da categoria.

BMW-Sauber

A BMW-Sauber começou a desenvolver o novo F1-09 no ano passado, no meio da temporada, e justamente por isso é forte candidata a surpreender alguns de seus concorrentes no começo desta temporada, caso venha obter resultados que façam jus a tanto tempo investido nesse projeto.

BMW-Sauber F1-09
Abusando da simplicidade no desenho do chassi, o F1-09 de longe me parece ser o carro que melhor representa a aparência dominante nos carros de todas as equipes. De estranho mesmo só a asa dianteira, que dá ao carro um ar rude e grosseiro, a ponto de o alemão Christian Klien, piloto de testes da equipe, ter considerado o carro como o mais feio da história da Fórmula-1.

Pioneira na adoção do KERS, é a maior defensora do uso do sistema nesta temporada, mesmo sabendo que o seu próprio ainda não está totalmente desenvolvido. Com carro feio ou não, o que a equipe espera, no entanto, é atingir seu objetivo final; o último de uma estratégia desenvolvida há quatro anos: disputar o título até o final da temporada, sem nada dever a McLaren e Ferrari. Motivação para isso a equipe tem de sobra, apesar de saber que apenas isso não basta.

Nenhum comentário: