terça-feira, 21 de outubro de 2008

Rubens Barrichello nega despedida em Interlagos


Prestes a disputar seu 16º e possivelmente último GP Brasil, já que ainda não tem equipe para correr no ano que vem, Rubens Barrichello insiste que não pretende fazer da corrida em São Paulo um adeus.

"Não vou encarar como uma despedida, para mim vai ser apenas mais um GP Brasil", falou o piloto da Honda, que completou o GP da China ontem na 11ª posição - 14º na classificação geral, com 11 pontos.

"Não vou nem pensar nisso. Vou chegar com tudo e se conseguir fazer uma boa corrida, quem sabe não consigo até marcar um ponto", falou ele.

Para o piloto brasileiro, anunciar a aposentadoria antes da corrida em Interlagos seria "antecipar demais as coisas".

"Festa de despedida por festa de despedida depois um dia posso fazer um Rubens Barrichello Day Special que com certeza vai ter muita gente me prestigiando", afirmou ele.

De acordo com o brasileiro, recordista de corridas disputadas na F-1, nos próximos dias ele trabalhará atrás de conseguir patrocínio para pleitear uma vaga na Toro Rosso, que está exigindo entre US$ 6 milhões e US$ 10 milhões para "ajudar o time a crescer".

"Esta é uma chance real e tenho um grupo de pessoas trabalhando para isso, além de o meu trabalho com a Honda para tentar ficar", afirmou o brasileiro, que chegou a se emocionar na entrevista ao falar sobre sua carreira.

5 comentários:

frontend loader disse...

its good to know about it? where did you get that information?

kubota excavator disse...

i think you add more info about it.

komatsu excavator disse...

very cool.

mini excavator disse...

very clever.

mini bulldozer disse...

very cool.