quarta-feira, 20 de agosto de 2008

O adeus da estrela vermelha

por Rodrigo Mattar

A companhia petroleira americana Chevron, dona da marca Texaco, vai se retirar do automobilismo. A estrela vermelha estampada no Dodge #42 de Juan Pablo Montoya será substituída por um novo patrocinador na equipe Chip Ganassi with Felix Sabates na Nascar.

Só nesta categoria, foram mais de 20 anos de envolvimento, com pilotos como Davey Allison, Ricky Rudd, o falecido Kenny Irwin Jr., Jamie McMurray e agora Montoya. É bom lembrar, também, que na ChampCar a marca esteve presente na equipe Newman-Haas, patrocinando os carros de Michael Andretti, Nigel Mansell, Mario Andretti, Cristiano da Matta e Christian Fittipaldi por vários anos.

Na Fórmula 1, a Texaco foi co-patrocinadora da McLaren entre 1974 e 1978, período em que Emerson Fittipaldi e James Hunt conquistaram títulos do Mundial de Pilotos. A marca saiu da categoria máxima em fins de 79, depois que a Wolf fechou as portas.

No Brasil, segundo diz a reportagem do site Grande Prêmio, a Texaco deve também parar com os investimentos no automobilismo brasileiro, uma vez que a marca foi comprada pela Ipiranga.

O envolvimento da companhia por aqui também é tradicional: remonta à parceria vitoriosa com a Petrópolis Competições, de Wulf Seikel, na Fórmula Ford, Fórmula 3 Sul-Americana e Fórmula Chevrolet, passando pelo Brasileiro de Marcas e, mais recentemente, com a Stock Car. A marca patrocina dois carros neste ano: o Astra de Thiago Camilo e o Peugeot de Giuliano Losacco.

Nenhum comentário: