sexta-feira, 1 de agosto de 2008

GP da Hungria

por Rafael Lopes

Chegamos ao GP da Hungria, tradicionalmente um dos mais monótonos da Fórmula 1. Tudo porque o circuito de Hungaroring, construído em 1986, é muito estreito e recheado de curvas, com nenhum ponto de ultrapassagem. Mas neste ano a história promete ser um pouco mais quente. Quatro pilotos chegam a Budapeste na briga pelo título: Hamilton, Massa, Raikkonen e Kubica.

Além disso, a temporada tem um incrível equilíbrio entre Ferrari e McLaren na luta pela primeira posição. A temporada teve, no início, um momento favorável à equipe inglesa, depois viu o domínio dos italianos e, nas últimas etapas, Hamilton liderou a reação do time de Ron Dennis. Outro ponto curioso é que os postulantes ao título têm desempenhos bem inconstantes no ano.

Tomando como base as últimas corridas, a McLaren deve continuar em seu potencial de crescimento, já que Hungaroring exige muita tração, um dos pontos fortes do carro inglês. Mas a Ferrari não pode ser considerada carta fora do baralho, pois o F2008 é bom e deve dar trabalho. O fato é que não deve chover, já que a meteorologia disse que fará sol durante todo o fim de semana, com apenas 5% de chances no dia da prova. Ou seja, vem aí mais uma corrida quente e monótona…

Nenhum comentário: