quinta-feira, 31 de julho de 2008

Alonso: 'Cedo ou tarde voltarei a ganhar'

Embora esteja longe de viver um momento de protagonista na Fórmula 1 como fez em 2005 e 2006, Fernando Alonso nunca foge dos holofotes. Falando em conferência de imprensa em Madri pouco antes de embarcar para o Grande Prêmio da Hungria, o piloto espanhol revelou não ter pressa para retomar o rumo dos títulos, uma vez que sabe que “cedo ou tarde” voltará a ganhar.

Atualmente apenas o nono colocado da classificação geral, Alonso vive temporada de resultados modestos a bordo da Renault, mesma equipe pela qual conseguiu se sagrar bicampeão mundial. Com 27 anos recém-cumpridos e mais “dez ou 11 de Fórmula 1” segundo suas próprias palavras, ele descarta, entretanto, desesperar-se e, quando perguntado sobre seus desejos para o ano que vem, prefere desconversar.

“O importante é ter saúde”, assegura o espanhol. “É fácil pedir mais êxitos ou uma melhor posição profissional, mas para mim isso não se costuma pedir. Agora não posso vencer corridas e não dá para sobrar uma vela e faturar os campeonatos. Acabo de completar 27 anos e tarde ou cedo voltarei a ganhar”.

Embora declare que não está preocupado com suas perspectivas para o futuro, Alonso admite que esperava um melhor rendimento da Renault neste ano. “Eu pensava que podia estar mais perto da BMW e dos pódios. Esse era o objetivo na Austrália (prova que abriu a temporada). Depois de três ou quatro corridas não me surpreendi mais, já sabia o que esperar. Mas no começo era mais otimista”.

Nenhum comentário: